Notícias












 



Reunião com Vereador
No dia 28 de maio de 2013 foi realizada reunião da ASSEER com o Vereador Nabil Bonduki
Os representantes da Associação nessa conversa foram Rosana Dellelis, Ronaldo Ritti, Juca Pires e Marcello Pucci, respectivamente.
Além da apresentação da nossa entidade, discutiu-se os problemas enfrentados pelos restauradores e a questão do ISS. Bonduki se propôs a marcar uma reunião com o Secretário Municipal da Cultura, Juca Ferreira, e com a diretora do Departamento do Patrimônio Histórico e Presidente do Conpresp, Nádia Somekh.
Outra questão discutida com o Vereador foi a necessidade de se criar uma tabela e a padronização dos projetos de restauro, assunto esse que também será abordado por ele na reunião com a Secretaria. O assunto deverá ser tratado na esfera do Executivo Municipal.





Conselho Deliberativo da ASSEER se reúne no Rio de Janeiro

 
Com a presença de Rosana Delellis (Formarte – SP), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro – SP), Arq. Wallace Caldas (Velatura e Ópera Prima – RJ) e Arq. Marcello Pucci (VEC Eng. e Gestão – SP) foi realizada no dia 30 de outubro de 2012 uma reunião da ASSEER no Rio de Janeiro.
Entre os assuntos discutidos estavam a gestão das atividades da Associação no RJ (incluindo debates sobre a regulamentação e melhorias da Lei Municipal do ISS, bem como sua ampliação para projetos, consultoria e gerenciamento de restauros) e a gestão do eixo Rio-São Paulo (que inclui a participação da ASSEER nas discussões para alteração da Lei Rouanet, tornando a Associação um “braço consultivo” do Ministério da Cultura/IPHAN, além do agendamento de audiências com o Deputado Newton Lima, Presidente da Comissão de Educação e Cultura, com a Ministra Marta Suplicy e com a Presidente do IPHAN para apresentação da ASSEER e de suas propostas). Outros assuntos tratados foram a inclusão de novos associados (de Recife, Salvador e Belo Horizonte) e as ações de comunicação da Associação (newsletter e folder de divulgação).
  





ASSEER realiza Reunião do Conselho Deliberativo

Foi realizada no dia 25 de setembro de 2012, em São Paulo, uma Reunião do Conselho Deliberativo da Associação. Entre os participantes, estiveram presentes Rosana Delellis (FormArte), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro), Marcello Pucci (VEC Engenharia e Gestão), Julio Moraes (Julio Moraes Conservação e Restauro), Juca Pires (Pires & Giovanetti) e Ronaldo Ritti (Concrejato).
Entre os assuntos tratados na reunião, discutiu-se a formação de Comissões para Elaboração de Planilha de Preços Referenciais para Projetos e Obras de Restauro, a padronização gráfica de Projetos de Restauro e a realização de Seminários.
Na oportunidade, formalizou-se ainda a filiação dos novos Associados André Bolanho (representante da Bolanho Arquitetura e Construção), Leroy Gabriele (Novata Engenharia) e Fabiano Monegaglia Polloni (Argeplan Arquitetura e Engenharia).
 
 
 
 

Reunião com a Superintendente Regional do IPHAN/SP

 
Em 31 de agosto de 2012, representantes da ASSEER se reuniram com a Superintendente Regional do IPHAN/SP, Anna Beatriz Ayroza Galvão. Na reunião, em que estiveram presentes a Presidente e o Vice-Presidente da ASSEER, Diretores e Associados, foi feita uma apresentação da Associação e de suas principais propostas, entre elas a criação e adoção de uma planilha referencial de preços para projetos e obras de restauro, a padronização de projetos e a organização de eventos e seminários para técnicos e profissionais da área.
A Presidente Rosana Delellis ressaltou a preocupação das empresas do setor com a eventual inviabilização de projetos culturais, causada por uma recente portaria do Ministério da Cultura, a qual exige que projetos na área de patrimônio cultural sejam encaminhados ao PRONAC em formato de Projetos Executivos.
A Superintendente se prontificou a indicar a ASSEER para uma reunião em Brasília, com representantes do PRONAC, para tratar do assunto. Anna Beatriz também sugeriu um encontro com uma comissão do IPHAN que vem trabalhando na criação e viabilização do Sistema Único de Patrimônio.
Por fim, a Superintendente exaltou as empresas de restauro pela iniciativa da criação da Associação e colocou-se à disposição para contribuir com as ações da ASSEER.



Reunião na Secretaria Municipal de Cultura

Em reunião com o Secretario Municipal de Cultura Carlos Augusto Calil, no dia 20 de agosto de 2012, estiveram presentes o Vice-Presidente da ASSEER, Diretores e Associados. O objetivo foi a apresentação da associação e de suas principais propostas, como a redução ou isenção de ISS para projetos e obras de restauro na cidade de São Paulo, a criação e adoção de uma planilha referencial de preços para projetos e obras, a padronização de projetos de restauro e a organização de eventos e seminários para técnicos e profissionais da área.
Na ocasião, o Secretário salientou que a falta de uma planilha com preços referenciais para projetos e obras de restauro gera grandes dificuldades para que a administração pública contrate obras e serviços com a agilidade necessária, e por isso apoia a iniciativa da ASSEER de viabilizar a planilha referencial de preços.
Sobre a questão da redução/isenção do ISS para obras e projetos de restauro na cidade, o Secretario recebeu o dossiê preparado pela Associação, ressaltando que a iniciativa conta com o seu apoio, que deverá ser debatida e viabilizada junto à nova administração municipal a ser eleita em 2012. No entanto, Calil se dispôs a estudar a documentação e entregá-la a seu sucessor na Secretaria Municipal de Cultura.
Finalmente, o Secretário parabenizou a ASSEER e seus associados pela iniciativa e se colocou à disposição para contribuir com a viabilização de nossos ideais.
 

Representantes da ASSEER se encontram com Secretário de Estado da Cultura

Em reunião na Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, no dia 8 de agosto de 2012, representantes da Associação de Empresas e Entidades de Gestão, Execução de Projetos e Serviços de Conservação e Restauro apresentaram a entidade e discutiram as ações necessárias para incentivar o restauro do patrimônio histórico paulista. Este é um importante passo para todos os envolvidos, pois reforça o diálogo entre poder público e iniciativa privada.
O encontro contou com a presença de Sérgio Tiezzi, Secretário Adjunto da Secretaria de Cultura, além de Fernanda Bandeira de Mello (Presidente do Conselho do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico – CONDEPHAAT) e Marília Barbour (Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico – UPPH), e também Valéria Rossi Domingos, da Assessoria de Obras e Projetos.
Falando em nome da ASSEER estiveram presentes Rosana Delellis (FormArte- Projetos, Produção e Assessoria), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro), o Arq. Marcello Pucci e o Eng. Jorge Luiz Vernaglia (VEC Engenharia e Gestão), a Eng. Claudia Gomes (Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia), o Arq. Juca Pires (Pires & Giovanetti Eng. e Arquitetura), Julio Moraes (Julio Moraes Conservação e Restauro) e Edna da Silva (Secretária da ASSEER).
Durante a conversa, a Presidente da Associação Rosana Delellis citou os conflitos no mercado da restauração, em especial no que diz respeito à apresentação de projetos. Nesse sentido, ações do governo estadual para modernizar os procedimentos foram elogiadas. Juca Pires, um dos diretores da ASSEER, falou sobre as demandas cotidianas das empresas do setor, enquanto Julio Moraes acrescentou a necessidade de referenciais práticos nas ações de restauro de bens móveis.
Marília Barbour comentou sobre os cursos especializados para técnicos da UPPH que o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) tem promovido, defendendo que essas ações deveriam ser intensificadas para promover o conhecimento de novas tecnologias na área. Nesse sentido, Francisco Zorzete reforçou o interesse da ASSEER em contribuir com essas ações, para buscar soluções em conjunto com a gestão pública.
Outra observação de Zorzete diz respeito à normatização dos projetos de restauro, sugerindo uma regulamentação que padronize a apresentação desses projetos para os órgãos municipais, estaduais e federal. Mais uma vez, os membros da Associação destacaram sua disponibilidade em colaborar para o aprimoramento desses processos.
Valéria Domingos citou exemplos de empresas que apresentaram novas técnicas de restauro e foram bem recebidas pela administração pública, enfatizando que, como entidade representativa dos restauradores em São Paulo, a ASSEER tem competência para estabelecer tabelas de preços específicas para serviços de restauro. Rosana ressaltou a importância da criação de um item de imprevisibilidade nessas tabelas.
Ainda no que concerne aos projetos, ambas as partes concordaram que a apresentação em 3D facilitaria a análise por parte dos técnicos e conselheiros dos órgãos de preservação. Zorzete também falou sobre um estudo elaborado pela Associação, pleiteando a redução ou isenção do ISS para projetos e obras no município de São Paulo.
Concluindo a reunião, Sergio Tiezzi concordou com a necessidade da tabela referencial de preços e de um caderno de encargos, o que facilitaria a contratação de obras pelo poder público. O secretário adjunto afirmou que a Secretaria de Cultura tem interesse em apoiar seminários que estabeleçam normas e critérios para apresentação de projetos, bem como a criação de um manual para manutenção e conservação de bens patrimoniais restaurados. 
 

“Por uma cidade mais justa”

Evento promovido pelo vereador Juscelino  Gadelha, no qual a Presidente da ASSEER Rosana Delellis foi convidada para falar sobre preservação do patrimônio histórico na cidade de São Paulo, divulgando a Associação aos presentes.


 












 



Reunião com Vereador
No dia 28 de maio de 2013 foi realizada reunião da ASSEER com o Vereador Nabil Bonduki
Os representantes da Associação nessa conversa foram Rosana Dellelis, Ronaldo Ritti, Juca Pires e Marcello Pucci, respectivamente.
Além da apresentação da nossa entidade, discutiu-se os problemas enfrentados pelos restauradores e a questão do ISS. Bonduki se propôs a marcar uma reunião com o Secretário Municipal da Cultura, Juca Ferreira, e com a diretora do Departamento do Patrimônio Histórico e Presidente do Conpresp, Nádia Somekh.
Outra questão discutida com o Vereador foi a necessidade de se criar uma tabela e a padronização dos projetos de restauro, assunto esse que também será abordado por ele na reunião com a Secretaria. O assunto deverá ser tratado na esfera do Executivo Municipal.





Conselho Deliberativo da ASSEER se reúne no Rio de Janeiro

 
Com a presença de Rosana Delellis (Formarte – SP), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro – SP), Arq. Wallace Caldas (Velatura e Ópera Prima – RJ) e Arq. Marcello Pucci (VEC Eng. e Gestão – SP) foi realizada no dia 30 de outubro de 2012 uma reunião da ASSEER no Rio de Janeiro.
Entre os assuntos discutidos estavam a gestão das atividades da Associação no RJ (incluindo debates sobre a regulamentação e melhorias da Lei Municipal do ISS, bem como sua ampliação para projetos, consultoria e gerenciamento de restauros) e a gestão do eixo Rio-São Paulo (que inclui a participação da ASSEER nas discussões para alteração da Lei Rouanet, tornando a Associação um “braço consultivo” do Ministério da Cultura/IPHAN, além do agendamento de audiências com o Deputado Newton Lima, Presidente da Comissão de Educação e Cultura, com a Ministra Marta Suplicy e com a Presidente do IPHAN para apresentação da ASSEER e de suas propostas). Outros assuntos tratados foram a inclusão de novos associados (de Recife, Salvador e Belo Horizonte) e as ações de comunicação da Associação (newsletter e folder de divulgação).
  





ASSEER realiza Reunião do Conselho Deliberativo

Foi realizada no dia 25 de setembro de 2012, em São Paulo, uma Reunião do Conselho Deliberativo da Associação. Entre os participantes, estiveram presentes Rosana Delellis (FormArte), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro), Marcello Pucci (VEC Engenharia e Gestão), Julio Moraes (Julio Moraes Conservação e Restauro), Juca Pires (Pires & Giovanetti) e Ronaldo Ritti (Concrejato).
Entre os assuntos tratados na reunião, discutiu-se a formação de Comissões para Elaboração de Planilha de Preços Referenciais para Projetos e Obras de Restauro, a padronização gráfica de Projetos de Restauro e a realização de Seminários.
Na oportunidade, formalizou-se ainda a filiação dos novos Associados André Bolanho (representante da Bolanho Arquitetura e Construção), Leroy Gabriele (Novata Engenharia) e Fabiano Monegaglia Polloni (Argeplan Arquitetura e Engenharia).
 
 
 
 

Reunião com a Superintendente Regional do IPHAN/SP

 
Em 31 de agosto de 2012, representantes da ASSEER se reuniram com a Superintendente Regional do IPHAN/SP, Anna Beatriz Ayroza Galvão. Na reunião, em que estiveram presentes a Presidente e o Vice-Presidente da ASSEER, Diretores e Associados, foi feita uma apresentação da Associação e de suas principais propostas, entre elas a criação e adoção de uma planilha referencial de preços para projetos e obras de restauro, a padronização de projetos e a organização de eventos e seminários para técnicos e profissionais da área.
A Presidente Rosana Delellis ressaltou a preocupação das empresas do setor com a eventual inviabilização de projetos culturais, causada por uma recente portaria do Ministério da Cultura, a qual exige que projetos na área de patrimônio cultural sejam encaminhados ao PRONAC em formato de Projetos Executivos.
A Superintendente se prontificou a indicar a ASSEER para uma reunião em Brasília, com representantes do PRONAC, para tratar do assunto. Anna Beatriz também sugeriu um encontro com uma comissão do IPHAN que vem trabalhando na criação e viabilização do Sistema Único de Patrimônio.
Por fim, a Superintendente exaltou as empresas de restauro pela iniciativa da criação da Associação e colocou-se à disposição para contribuir com as ações da ASSEER.



Reunião na Secretaria Municipal de Cultura

Em reunião com o Secretario Municipal de Cultura Carlos Augusto Calil, no dia 20 de agosto de 2012, estiveram presentes o Vice-Presidente da ASSEER, Diretores e Associados. O objetivo foi a apresentação da associação e de suas principais propostas, como a redução ou isenção de ISS para projetos e obras de restauro na cidade de São Paulo, a criação e adoção de uma planilha referencial de preços para projetos e obras, a padronização de projetos de restauro e a organização de eventos e seminários para técnicos e profissionais da área.
Na ocasião, o Secretário salientou que a falta de uma planilha com preços referenciais para projetos e obras de restauro gera grandes dificuldades para que a administração pública contrate obras e serviços com a agilidade necessária, e por isso apoia a iniciativa da ASSEER de viabilizar a planilha referencial de preços.
Sobre a questão da redução/isenção do ISS para obras e projetos de restauro na cidade, o Secretario recebeu o dossiê preparado pela Associação, ressaltando que a iniciativa conta com o seu apoio, que deverá ser debatida e viabilizada junto à nova administração municipal a ser eleita em 2012. No entanto, Calil se dispôs a estudar a documentação e entregá-la a seu sucessor na Secretaria Municipal de Cultura.
Finalmente, o Secretário parabenizou a ASSEER e seus associados pela iniciativa e se colocou à disposição para contribuir com a viabilização de nossos ideais.
 

Representantes da ASSEER se encontram com Secretário de Estado da Cultura

Em reunião na Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, no dia 8 de agosto de 2012, representantes da Associação de Empresas e Entidades de Gestão, Execução de Projetos e Serviços de Conservação e Restauro apresentaram a entidade e discutiram as ações necessárias para incentivar o restauro do patrimônio histórico paulista. Este é um importante passo para todos os envolvidos, pois reforça o diálogo entre poder público e iniciativa privada.
O encontro contou com a presença de Sérgio Tiezzi, Secretário Adjunto da Secretaria de Cultura, além de Fernanda Bandeira de Mello (Presidente do Conselho do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico – CONDEPHAAT) e Marília Barbour (Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico – UPPH), e também Valéria Rossi Domingos, da Assessoria de Obras e Projetos.
Falando em nome da ASSEER estiveram presentes Rosana Delellis (FormArte- Projetos, Produção e Assessoria), Francisco Zorzete (Companhia de Restauro), o Arq. Marcello Pucci e o Eng. Jorge Luiz Vernaglia (VEC Engenharia e Gestão), a Eng. Claudia Gomes (Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia), o Arq. Juca Pires (Pires & Giovanetti Eng. e Arquitetura), Julio Moraes (Julio Moraes Conservação e Restauro) e Edna da Silva (Secretária da ASSEER).
Durante a conversa, a Presidente da Associação Rosana Delellis citou os conflitos no mercado da restauração, em especial no que diz respeito à apresentação de projetos. Nesse sentido, ações do governo estadual para modernizar os procedimentos foram elogiadas. Juca Pires, um dos diretores da ASSEER, falou sobre as demandas cotidianas das empresas do setor, enquanto Julio Moraes acrescentou a necessidade de referenciais práticos nas ações de restauro de bens móveis.
Marília Barbour comentou sobre os cursos especializados para técnicos da UPPH que o IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) tem promovido, defendendo que essas ações deveriam ser intensificadas para promover o conhecimento de novas tecnologias na área. Nesse sentido, Francisco Zorzete reforçou o interesse da ASSEER em contribuir com essas ações, para buscar soluções em conjunto com a gestão pública.
Outra observação de Zorzete diz respeito à normatização dos projetos de restauro, sugerindo uma regulamentação que padronize a apresentação desses projetos para os órgãos municipais, estaduais e federal. Mais uma vez, os membros da Associação destacaram sua disponibilidade em colaborar para o aprimoramento desses processos.
Valéria Domingos citou exemplos de empresas que apresentaram novas técnicas de restauro e foram bem recebidas pela administração pública, enfatizando que, como entidade representativa dos restauradores em São Paulo, a ASSEER tem competência para estabelecer tabelas de preços específicas para serviços de restauro. Rosana ressaltou a importância da criação de um item de imprevisibilidade nessas tabelas.
Ainda no que concerne aos projetos, ambas as partes concordaram que a apresentação em 3D facilitaria a análise por parte dos técnicos e conselheiros dos órgãos de preservação. Zorzete também falou sobre um estudo elaborado pela Associação, pleiteando a redução ou isenção do ISS para projetos e obras no município de São Paulo.
Concluindo a reunião, Sergio Tiezzi concordou com a necessidade da tabela referencial de preços e de um caderno de encargos, o que facilitaria a contratação de obras pelo poder público. O secretário adjunto afirmou que a Secretaria de Cultura tem interesse em apoiar seminários que estabeleçam normas e critérios para apresentação de projetos, bem como a criação de um manual para manutenção e conservação de bens patrimoniais restaurados. 
 

“Por uma cidade mais justa”

Evento promovido pelo vereador Juscelino  Gadelha, no qual a Presidente da ASSEER Rosana Delellis foi convidada para falar sobre preservação do patrimônio histórico na cidade de São Paulo, divulgando a Associação aos presentes.


 


Compartilhe